2. FLEXIBILIDADE DE DATAS, HORÁRIOS E DESTINOS

Quem viaja quer viajar mais! Mas o que sempre atrapalha essa vida viajante são os preços das passagens aéreas! Dependendo do local que você vai, a hospedagem não fica tão cara, mas para chegar lá, é preciso desembolsar muito dinheiro.

Pensando nisso, separamos 10 dicas para comprar passagens aéreas mais baratas. Dicas para ajudar economizar nunca são demais, não é mesmo? Então, vamos a elas!

Quanto mais restrito você for para comprar a passagem aérea, mais difícil será economizar. É preciso ter flexibilidade de datas, horários e até mesmo destino de viagem. Quanto ao destino, pode ser o sonho da sua vida viajar para Paris, mas você já viu os preços em alta temporada? Mude o roteiro, veja os lugares mais baratos, promoções de passagens. Nós gostamos de utilizar o aplicativo Hooper que apresenta um mapa dia-a-dia de quando os preços estão mais caros. Para ajudar no roteiro, consulte sites como o Quanto Custa Viajar. Quanto os horários e dias de semana, em geral, as passagens do meio da semana tendem a ser mais baratas.

3. SITES DAS CIAS AÉREAS E OPÇÕES DE BAIXO CUSTO

Depois de procurar nos comparadores de preços, vale a pena entrar no próprio site da companhia aérea para fazer uma simulação. Pode acontecer de que a companhia área esteja fazendo uma promoção e os novos valores ainda não estejam sendo mostrados nos outros sites. Uma boa alternativa é procurar também nas pequenas companhias aéreas ou companhias low cost (baixo custo). Essas companhias prestam serviços mais simples, muitas vezes não dão o direito nem sequer de escolher assento no avião, mas podem ser alternativas econômicas interessantes para voos de curta distância. Algumas delas são Southwest (neste post falamos sobre nossa experiência nesta), FrontierEasyJet e RyanAir.

4. PROCURE OPÇÕES DE AEROPORTOS PRÓXIMOS

Pode acontecer que você esteja planejando ir para um local e só está procurando voos em um determinado aeroporto. Como falamos acima sobre companhias aéreas de baixo custo, muitas delas usam aeroportos menores que não são os principais das cidades, mas podem ser uma boa alternativa de economia. Dando o exemplo da cidade de San Francisco, na Califórnia, além do Aeroporto de San Francisco, existem na área aeroportos em San José e Oakland. Dependendo do caso, vale a pena considerar aeroportos em regiões próximas e alguns comparadores de preços já oferecem a opção de busca a todos os aeroportos de uma determinada região.

5. EVITE AGÊNCIAS DE VIAGEM

Uma boa forma de economizar na hora de viajar é fazer tudo você mesmo. Claro que é preciso ter paciência para organizar tudo, mas você não terá que pagar pelos serviços de outra pessoa. As agências de viagem sempre vão cobrar valores maiores porque têm custos (aluguel do imóvel, telefone, luz, salários, etc.) e quem pagará por isso será quem contrata os serviços. Atualmente, é tão fácil buscar informações na internet que nada impede você de planejar uma viagem você mesmo.

6. USE CUPONS DE DESCONTO

Uma coisa que descobrimos recentemente, mas que pode ser uma excelente dica de economia é utilizar cupons de desconto na compra de passagens. Como? O site CheapOair é um dos que permite isso, bastando procurar no Google o termo “cheapoair discount code”. Pegue o código e coloque na simulação do seu voo. Você poderá ter descontos de US$ 30, US$ 40 e até US$ 50!

7. NÃO SEJA “RASTREADO”

Os navegadores (Chrome, Safari, Internet Explorer, Firefox) armazenam seu histórico de busca. Por isso, fica fácil saber se você está interessado em viajar para algum lugar. Limpe os “cookies” do seu navegador e faça pesquisar nos buscadores abrindo uma “janela oculta”, também chamada de “navegação privada” para que suas pesquisas prévias não sejam rastreadas.

8. OTIMIZE SEUS VOOS

Fazer uma viagem eficiente envolver gastar menos tempo e economizar o máximo possível nos voos. Tente combinar lugares para viajar que sejam próximos uns dos outros para que os voos que você precise fazer sejam mais rápidos e baratos. Ou seja, na mesma viagem, não trace roteiros que vão fazer você cruzar o continente e desembolsar um dinheirão em voos internos. Verifique se escalas e esperas em aeroportos entre um voo e outro. Aquela super promoção de passagem envolve você fazer uma escala e pegar outro voo no intervalo de 40 minutos? O barato pode sair mais caro porque você vai perder o avião e poderá ser obrigado a comprar outra passagem (ainda mais cara). Uma coisa que sempre fazíamos quando íamos para a Europa era fazer uma escala em Nova York (de uns 3 dias) na volta para o Brasil, pois o preço da passagem era praticamente o mesmo se escolhêssemos um voo direto para São Paulo! Vale a pena pesquisar muito antes de fechar a compra.

9. EVITE MALAS GRANDES OU EXCESSO DE BAGAGEM

Você fez tudo certo até aqui, mas na hora da viagem vai despachar a mala e ela ultrapassou o limite permitido? Você vai ser taxado e aquela viagem baratinha vai sair bem mais cara do que o esperado! Vai passar 20 dias na Europa e precisa levar uma mala gigante? Repense seus hábitos, tente imaginar o quanto aquela mala enorme vai atrapalhar durante a viagem. Algumas companhias aéreas (principalmente as low cost), despachar mala significa pagar uma taxa (mesmo que seja 1 só) e se fosse puder usar somente bagagem de mão vai economizar tempo (pois não precisará esperar na esteira de bagagem por sua mala) e dinheiro (por não precisar pagar a taxa para despachar). Vale a pena conferir as regras no site de cada companhia antes de comprar a passagem.

10. EVITE CUSTOS ADICIONAIS

Você conseguiu comprar uma passagem em promoção, mas depois paga caro por poltronas “VIP”, compra bebidas e petiscos no voo, aproveita a escala para fazer várias compras no aeroporto para esperar o tempo passar…cuidado com essas ciladas de gastar mais do que precisa. Você poderá deixar a sua viagem que era para ser baratinha, muito mais cara do que o planejado.

Fonte: Viajonarios

FacebookTwitterVimeoShare to Stumble UponMore...